Domingo, 23 de Julho de 2006

São nódoas

ouço-os

 

e sempre te digo que os tambores

quando rufam assim são nódoas

 

não pode ser este o acaso das tuas mãos

 

não podes cegar a virgindade das bandeiras assim

com este sono intranquilo


(c)Todos os Direitos Reservados LFMarques às 14:17
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De lazuli a 24 de Julho de 2006 às 00:49
olá. Gosto muito do seu blog e queria pedir-lhe para publicar um dos seus poemas no meu blog, devidamente identificado.

fernanda guadalupe


De nomeoriginal a 24 de Julho de 2006 às 00:52
até já mesmo que seja só em setembro
:)


De Cakau a 24 de Julho de 2006 às 13:02
Voltei.

Todos os dias assisto a uma nódoa. O mundo está cheio delas.


De Palavras ao Acaso a 24 de Julho de 2006 às 15:06
Gostei do teu espaço... e gostei da tua visita ao meu cantinho,)


De o_rapaz a 24 de Julho de 2006 às 22:42
É inexplicável como, por vezes, umas curtas frases que talvez até nem percebamos nos deixam inquietos… belo poema…


De José Alexandre Ramos a 25 de Julho de 2006 às 14:09
Cá passei a regalar os olhos. Raramente comento, porque não sei falar sobre a poesia, só entendê-la, e deixar levar-me por ela. Um Abraço.


De Simão a 25 de Julho de 2006 às 16:47
Olá,venho agradecer e dizer que também já fazes parte do meu pequeno grupo de "blogs amigos".Também gostei muito do poema.


De hfm a 26 de Julho de 2006 às 18:56
Belíssimo!


De brun0.m@rkez a 27 de Julho de 2006 às 16:13
prefiro não ouvir o rufar dos tambores.
arrepia-me. lembra-me a morte!

abraço


De conchitamachado a 27 de Julho de 2006 às 22:00
Fiquei lendo seus Poemas...
"Tempo" lindo... que aqui permaneci!

Deixo beijinho
ConchitaMachado


Comentar post


. ver perfil

. seguir perfil

. 11 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.links

.posts recentes

. Chá de hibisco ( III )

. Chá de hibisco ( II )

. Chá de hibisco ( I )

. Família feliz

. A caminho do mar

. O Vermelho da Rosa

. O Vulcão das Metáforas

. Todas as Palavras (VII)

. Todas as Palavras (VI)

. Todas as Palvras ( V )

. Toda as Palavras ( IV )

. Todas as Palavras ( III )

. Todas as Palavras ( II )

. Todas as Palavras ( I )

. Chegou o calor.

. Aplausos e pateadas!

. Loucura

. Falta de fé!

. Um novelo uma Rosa

. Onde fica?

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Agosto 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.tags

. todas as tags

Number of online users in last 3 minutes
Locations of visitors to this page
SAPO Blogs

.subscrever feeds